Professores de Frutal protestam contra atraso nos salários

professor

Professores da rede municipal de ensino, insatisfeitos com o atraso no pagamento, fizeram um protesto na porta da Prefeitura na última terça-feira(11). Os professores lembram que a verba para o pagamento da classe vem através do FUNDEB, e tem entrado normalmente na conta da prefeitura. No entanto, apesar da dinheiro reservado, a gestão de Frutal vem atrasando o pagamento dos educadores há alguns meses. Além disso, segundo os professores, quando ocorre o atraso não há uma informação concreta e precisa sobre o dia em que o pagamento estará na conta. NOTA: A REPORTAGEM DO RAIO X ENTROU EM CONTATO COM A PREFEITURA DE FRUTAL PARA FALAR SOBRE O PROTESTO E RECLAMAÇÕES DOS EDUCADORES. O PREFEITO MAURI ALVES LAMENTOU O ATRASO DE UM DIA NESSE MÊS,… Read More →

Após 93 dias, professores da UEMG encerram greve

uemg-fachada

  Os professores da Universidade Estadual de Minas Gerais,  (UEMG), decidiram suspender a greve 93 dias com as atividades paralisadas. A decisão foi tomada pela categoria que esteve reunida em assembleia na noite desta quarta-feira (03). De acordo como a professora  Eliana Panareli, do curso de Geografia, da unidade de Frutal,  e que faz  parte do comando da greve, grande parte das pautas não foi atendida, e os professores retornam ao trabalho por falta de perspectiva nas negociações com o governo. Segundo Eliana Panareli, as atividades voltarão à normalidade hoje, e  o setor de pró-reitoria deve  refazer o calendário letivo e informar aos professores e alunos sobre a reposição das aulas.

Começa o Bom de Bola 2016 – 10ª edição

0x0ss-85

Começa hoje(29), a décima sétima edição dos jogos Bom de Bola, Craque na Escola. O torneio reúne escolas municipais, estaduais e particulares. Participam alunos dos anos iniciais, ou seja, do primeiro ao quinto ano. A secretária municipal de educação de Frutal, Regina Maura, fala sobre mais uma edição do Bom de Bola, Craque na Escola. (Ouça a entrevista).

FIQUE ATENTO: Cadastramento Escolar termina nesta segunda-feira

professor

Chegou a hora de fazer o cadastramento escolar 2017 e garantir a vaga do seu filho no ensino fundamental da rede pública.Fique atento, o prazo termina em 17 de junho, próxima sexta-feira. Devem se cadastrar crianças com seis anos completos ou que irão completar essa idade até 30 de junho de 2017; jovens que desejam retornar aos estudos; e alunos de outras localidades ou transferidos de escolas particulares. De acordo com a secretária de Educação Regina Maura, é necessário levar uma cópia e o documento original da certidão de nascimento,conta de luz recente e comprovante de escolaridade, em caso de transferência para a rede publica ou retorno aos estudos.  

Professores da rede estadual paralisam atividades nesta sexta-feira

CTZ-PARALISA-10JUN

Os professores da rede estadual de ensino realizam uma paralisação de 24 horas nesta sexta-feira (10), em Frutal. Segundo os docentes, o ato é um protesto em defesa da democracia. A presidente do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sindute), com sub-sede em Frutal, Ellida Roberta, informou que os trabalhadores não aceitaram esse plano de governo do PMDB, que para a classe traz graves consequências para a educação pública e para os trabalhadoras e as trabalhadores em educação.    

Funcionário de CEMEI é acusado de agredir aluno de 5 anos

IMG_20160226_141642974

A CEMEI Professora Lourdes Silva, que no ano passado já havia recebido acusações de agressão aos alunos por parte de funcionários, voltou a ser alvo de polêmicas na tarde desta quinta-feira(19), quando um pai procurou a Polícia Militar para registrar boletim de ocorrência, alegando que o filho de 5 anos foi agredido pelo zelador da escola. Segundo Emerson Rodrigues Ferreira, de 33 anos, pai do menor que estuda na CEMEI há 4 anos, o próprio garoto contou que foi agredido pelo Zelador. Tudo teria começado quando o menino tentou pegar uma bolacha que estava na lancheira e foi impedido pelo funcionário, a criança então desferiu um golpe nas partes baixas do homem, que na versão da criança, respondeu dando um soco… Read More →

Alunos das faculdades de São José do Rio Preto manifestam por melhores condições de transporte

onibus 1

Uma manifestação foi organizada por alunos que utilizam o transporte, parcialmente cedido pela prefeitura, que faz o trajeto, Frutal – Faculdades de São José do Rio Preto-SP. O movimento aconteceu de forma pacífica, na tarde desta quarta-feira(04), por volta das 17h, no Km 0. Os alunos que pagam cerca de R$160,00, por mês, alegam que sempre viajaram em péssimas condições de segurança, porém, o grande descontentamento veio após a prefeitura cortar um dos ônibus que fazia o transporte, fazendo com que os estudantes agora façam a viagem apertados, e muitas vezes em pé, já que não há lugar para todos. Ainda segundo os manifestantes, um dos ônibus está até mesmo sem bancos, e os usuários precisam levar colchões para se acomodar…. Read More →

Alunos ocupam UEMG Frutal em apoio aos professores

alunos uemg 5

Alunos estão acampados no pátio da UEMG de Frutal, em apoio aos professores da unidade. Em assembleia realizada na tarde desta segunda-feira(02), os professores universitários de Frutal, decidiram aderir ao movimento de greve iniciado pela ADUEMG (Associação dos Docentes da UEMG). No período noturno aconteceu uma outra assembleia no Anfiteatro da Universidade com a presença de professores e alunos, para falar a respeito das causas da greve. Após o anúncio de que os docentes aderiram a greve, alguns dos alunos presentes decidiram engrossar o movimento, realizando uma ocupação na UEMG Frutal Todas as ações estão ocorrendo de modo pacífico, e ainda não existe data prevista para término. Por enquanto, os alunos da Universidade ficarão sem aulas. Conheça as Reivindicações dos professores,… Read More →

Paralisação deve atingir escolas públicas de Frutal na próxima semana

cnte_greve_geral_marco_slide_site

Os servidores da Rede Estadual de Ensino, prometem paralisar a partir desta terça feira (15), todas as atividades em Frutal, a paralisação deve atingir aproximadamente 90% dos profissionais da área, entre professores , auxiliares da limpeza e técnicos administrativos. A informação é da coordenação do  Sind-ute (Sindicato Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Geras) com sub-sede no município, que enfatiza que a decisão deve atingir todas as cinco escolas estaduais da cidade nos dias 15,16 e 17 de março. A decisão pela suspensão das aulas ocorreu após  a classe tomar conhecimento de um projeto feito pelo governo de Minas, no dia 26, que determinava que o reajuste de 11,36% no piso garantido na carreira, se tornasse um abono, reforça a coordenadora do… Read More →

Prefeitura deixa de pagar gratificação e professores ficam revoltados

professor

Os professores da Zona Rural de Frutal tiveram uma surpresa desagradável esse mês. Ao conferir os salários, os educadores deram por falta da gratificação de pó de giz, benefício de 10% que incide  sobre o salário base. Segundo a diretoria do sindicato a vantagem é assegurada a eles  desde 2011, e foi retirada do pagamento sem nenhum aviso prévio. Revoltados os mais de 200 instrutores educacionais, foram a procurada da secretária de administração municipal, que segundo os professores, alegou existir um acúmulo de benefícios, já que os mestres também recebem uma bonificação de 20% por trabalharem na zona rural, e isso não poderia acontecer. A polêmica chegou ao sindicato dos professores municipais, que se reuniu com o prefeito Mauri,  juntamente com os professores, na… Read More →

Professores protestam por reajuste salarial em Planura

4805451_x720

Um grupo de professores da rede municipal de ensino fez um protesto na frente da Prefeitura de Planura, na manhã desta quinta-feira(11). De forma pacífica, os professores pedem um reajuste de 11,36% correspondente a inflação do período. Ainda de acordo com os manifestantes o protesto somente aconteceu após a prefeitura não dar uma resposta satisfatória a classe. Já que foi feita uma reunião antes do carnaval, e a prefeitura propôs um aumento menor que a metade dos 11,36%. Insatisfeitos o grupo não concordou e estipulou um prazo para que o governo revesse o assunto, e reajustasse o piso, já que isso é um direito da classe. “Existe a verba do FUNDEB  que é direcionada a educação,  tem um plano de… Read More →