Na última sexta-feira (14), quatro rapazes foram acusados de vandalismo contra o Tiro de Guerra de Frutal. Dois ex-atiradores e dois comparsas foram vistos atirando garrafas e bombinhas caseiras contra a corporação.

O sub-tenente Marcos Santos, chefe de instrução do TG, relatou que nesse dia o atirador que montava guarda conseguiu anotar a placa do veículo usado no vandalismo e denunciou à Polícia Civil. Após identificados, os rapazes foram conduzidos à delegacia e ouvidos pelo delegado Murilo Antonini.

O sub-tenente Marcos Santos ainda ressalta que não é a primeira vez que o tiro de guerra de é alvo desse tipo de ataque.

 

Deixe um Comentário